To The Moon And Back

Escrever sobre amor é um exercício complicado porque nunca sabemos como contar as coisas sem que tudo pareça uma comédia romântica daquelas que toda a gente vê mas ninguém admite e de forma a não estar carregadinha de clichés.

A primeira coisa que lhe disse, naquele dia de Julho, em que nos cruzámos pela primeira vez foi se ele queria água. Não há nada de muito romântico nisto, a verdade é essa. Mas isso não quer dizer que não seja uma memória que não guarde com carinho.

Estaria a mentir se dissesse que tinha pensado nele nos meses seguintes. Pensei, claro, mas não dessa forma que vocês estão todos à espera: pensei nele mais num ponto de vista profissional e recusava todas as tentativas e hipóteses de casamenteiríces que as Cats atiravam para cima de mim quando o assunto era ele.
[Mal sabia eu que elas iam ter razão].

O nosso próximo contacto aconteceu muitos meses depois, quando eu já estava instalada em Évora e ele descobriu que eu por lá andava. Falámos brevemente sobre os nossos respectivos cursos e ficámos por ai. Até que, semanas mais tarde, a conversa volta. E nenhum quer deixar de conversar com o outro. Tentei marcar um café com a banda toda porque queria catch up e ele disse sempre que os outros três estavam ocupados. Mais tarde vim a saber que ele queria, de facto, beber café...mas só comigo.

Um dia, do nada, ele dá-me o número de telemóvel sem eu pedir. Disse que ia sair de casa, que não tinha internet mas que não queria parar de conversar. A primeira coisa que lhe perguntei depois disso foram as horas (sim, nesta altura devem estar a pensar como é que eu consigo funcionar em sociedade, eu sei) e, desde daí, que isso se tornou uma pequena inside joke entre nós.

Sabia que estava em apuros no dia em que ele me apareceu na Faculdade com um corte de cabelo mau porque ele me perguntou o que eu andava a fazer e eu respondi que estava a ter uma pausa de meia hora a meio de uma aula de três. Em minha defesa eu também não estava muito melhor: despenteada, de olhos esbugalhados devido ao sono e um bocadinho nervosa demais para o meu gosto. Estava em apuros porque ele fez com que tudo fosse fácil, como se não estivéssemos sem falar há meses e como se não nos tivéssemos visto só uma vez, no Verão, e durante um par de horas.


Depois disso acabámos por nos ver no dia de aniversário dele, quando eu e umas amigas da Faculdade aproveitamos para ir ver as montras. Desejei-lhe os parabéns, a mãe da ex-namorada ligou-lhe a desejar o mesmo e, quando ele partilhou essa informação comigo, achei tão absurda que me comecei a rir. Depois disso acabámos comigo a ajudá-lo a escolher um par de calças. Parecia-me justo depois de ele ter ajudado uma das minhas companheiras a escolher uma camisola.

O primeiro beijo que ele me deu foi numa biblioteca em frente à prateleira que tinha todas as obras da Jane Austen enquanto eu lhe explicava o porquê de ninguém compreender o Mr. Darcy. Nesse momento soube que estava a percorrer um caminho perigoso para o meu coração porque o meu pé subiu como se fosse um momento romântico num filme dos anos cinquenta - e toda a gente sabe que, nesses filmes, se o pé sobe...é amor.

Eu soube que o amava no dia em que ele me fez arroz. Não foi nenhuma grande revelação, nem nenhum momento profundo. Mas, nesse dia, percebi que queria que ele me fizesse arroz para o resto da vida. Não lhe confessei isto na altura, mas também não tive que esperar muito.
Ele disse que me amava, dias depois, às tantas da madrugada, por mensagem, já estava eu a dormir. Só vi na manhã seguinte e li a mensagem trinta vezes até perceber aquilo que ele me estava a dizer e perceber que afinal não era só da minha cabeça.

A primeira coisa que lhe respondi depois disso foi que ele não o devia dizer se não fosse verdade. E ele assegurou-me que era e, melhor que isso, tem-me mostrado todos os dias depois disso que é verdade.

Ele foi o primeiro a me dar a mão quando eu não sabia o que fazer com as minhas e não sabia se ele era do género de pessoa de passear de mão dada no meio da rua com alguém. Não só é como sempre que preciso de lhe largar a mão para fazer alguma coisa, sei que a tenho à espera para agarrar de novo mal a largo.


Com o passar do tempo percebi que já não havia grande volta a dar e que o meu coração já lhe estava nas mãos quando ele foi a primeira pessoa a me derrubar os muros num instante, que me fez sentir cem porcento confortável comigo e que lidou com as minhas inseguranças com graciosidade e me fez ver que, maioria delas, não faziam sentido. Nas outras ainda estamos a trabalhar. E que me garante que eu sou a rapariga mais bonita desta vida.

Soube que não ia encontrar ninguém como ele quando ele me estende um mindinho e me obriga a fazer uma promessa - e toda a gente sabe que essas não se podem quebrar. Ambos levamos promessas de mindinhos muito a sério.

Soube que tinha encontrado a tampa da minha panela quando chego a casa e ele me abraça porque consegue perceber que o dia foi mau e que não há abraços melhores que os dele, ou quando começo a chorar porque estou hormonal e ele me traz gomas - tijolos, os meus favoritos - e quando me frita batatas porque tenho que estudar e sabe que isso me ajuda a concentrar (não é saudável, mas resulta!). Quando nem uma vez ele foi a razão de lágrimas. Quando às vezes prefiro vestir a roupa dele do que a minha porque me sinto mais confortável. Quando ele me faz serenatas, quando me diz para não meter lentes de contacto porque gosta de me ver de óculos, quando me afasta o cabelo da cara porque não gosta que me esconda. Quando ele pega em mim e dança comigo ao som de um músico de rua debaixo do Arco da Augusta e quando ele fica todo protector quando andamos de metro.

Soube que não havia maneira de sair disto quando, num concerto, eu fui ter com ele e ele me agradeceu por estar lá e eu ri-me (outra vez) porque achei ridículo ele pensar que eu preferia estar noutro lado qualquer sem ser ao pé dele.

Isto pode não ser uma história digna de Hollywood ou de romance best seller, mas é a nossa. E não a trocava por nada. Nem lhe mudava nenhuma linha.

11 comentários:

  1. oh pah, apaixonei-me por vocês :)

    ResponderEliminar
  2. Oh pá vocês são tão lindinhos! <3 E que fotos giras, hein? :p

    Jiji

    ResponderEliminar
  3. oh, oh, oh. sorri tanto ao ler o texto! fico tão feliz por voces! sois tããão queridos!!!

    ResponderEliminar
  4. Derreti-me! Que história adorável... Felicidades :)

    ResponderEliminar
  5. Awww que história tão bonita! Opá, desejo-vos muitas felicidades e muita sorte para o presente e para o futuro! Que construam uma vida saudável e cheiinha de amor! Merecem!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar
  6. E é uma linda história... como todas as histórias de amor devem ser... simples e genuína.

    Felicidades aos dois.

    ResponderEliminar
  7. Pronto, estou apaixonada. Que casal bonito :)

    ResponderEliminar
  8. OHHH! Adorei a vossa história! Vocês são tão queridos! As maiores felicidades para vocês!

    ResponderEliminar
  9. Bom dia a todos, eu sou Vieira Tracy, eu só quero dizer um grande obrigado a
    Dr. Ajobi que usam seus poderes mágicos para trazer o meu marido de volta das mãos de uma outra senhora, após três anos de casamento com meu marido Mr.
    Nelson.He decidiu me e os meus filhos sair para outra mulher. quando
    i foi softing a rede uma tarde terça-feira eu vi um post sobre
    Dr. Ajobi, decidi entrar em contato com ele, eu estava tão feliz que ele me responder
    ao mesmo tempo, e meu problema foi resolvido, as palavras não são suficientes para expressar meus agradecimentos você, eu digo: Deus abençoe você e sua família .. Dr. Ajobi me ajudar, sem nenhum custo. Meu amigo, se você ler o meu artigo e você
    tem esse problema por favor contacte DR Ajobi para ajudar ......
    Se você quer uma solução no seguinte problema, entre em contato com ele também
    1) Se você quer que sua mulher para nascer sem CS
    2) Precisa de um bom emprego ou uma promoção no seu local de trabalho
    3) Se você quiser que o seu ex-costas
    4) Se você quer engravidar
    5) Se você não quer que seu marido a considerar uma outra mulher
    6) Você quer as mulheres / homens correm atrás de você.
    7) Se você quiser parar o seu divórcio.
    9) Ele também curar goloria
    10) Se você quiser que sua empresa Boming
    11) Se você estiver procurando por um bom trabalho
    Além disso, entre em contato com o Dr. Ajobi
    saudável HIV e SIDA
    INFORMAÇÕES DE CONTATO DR Ajobi
    Telefone: +2347036354940
    WHATAPP NÚMERO: +2348128559388
    E-mail: Drajobispell@outlook.com

    ResponderEliminar
  10. Olá a todos. Eu sou Kate Helen, eu só quero dizer um grande obrigado ao Dr. Akhilolo que usou seus poderes mágicos para tirar o meu marido da mão de outra senhora. Depois de cinco anos de casamento com meu marido, o Sr. Raymond, ele decidiu deixar-me e meus filhos para outra mulher. Quando eu naveguei na Internet uma tarde de terça-feira, eu vi um post sobre este Dr. Akhilolo, eu decidi contactá-lo, fiquei tão feliz que ele me respondeu ao mesmo tempo e resolver o meu problema. Um grande obrigado ao Dr. Akhilolo. Eu digo que Deus abençoe você e sua família .... essas palavras não serão suficientes para eu dizer obrigado. Dr. Akhilolo me ajude de graça. Meu amigo, se você ler meu artigo e você tiver esse problema entre em contato com a DR. Akhilolo para ajudar ..... Se você quiser uma solução nos seguintes problemas também entrar em contato com ele.

    1) ejaculação precoce
    2) Se você quer que sua esposa dê à luz filhos sem CS
    3) Precisa de um bom emprego ou promoção no seu local de trabalho
    4) Você quer seu ex de volta?
    5) Você está tendo pesadelos?
    6) Você quer que as mulheres / homens corram atrás de você.
    7) Você quer parar seu divórcio.
    9) Você está tendo gonorréia e outras infecções.
    10) você quer o seu negócio a boom
    11) você está procurando um bom emprego
    12) Você está tendo problemas com infertilidade e quer engravidar?
    13) Você quer que seu amante seja seu para sempre?
    14) Você está tendo HIV e AIDs?


    Então entre em contato com o Dr. Akhilolo para obter ajuda.
    Dr. AKHILOLO INFORMAÇÕES DE CONTATO
    Telefone: +2349051682332
    Telefone: +2349051682332
    E-mail: Drakhilolospell@outlook.com

    ResponderEliminar
  11. Olá, meu nome é Laura Woods, eu estava passando por um artigo e descobri sobre um homem chamado Doctor Akpabio. Eu tenho sofrido de problemas de relacionamento com caras diferentes. Eu tive que entrar em contato com o conjurador de feitiços. Steve estava a ponto de me deixar por outra mulher. Mas eu fiquei positivo e acreditei que eu poderia tê-lo de volta e fazê-lo ficar. Eis que o Dr. Akpabio me ajudou. Steve e eu estamos de volta juntos. Doutor Akpabio é um homem tão bom, ele também me ajudou com meus problemas de saúde. Graças a ele e graças a Deus pelo dom que lhe foi dado. Se tiver algum problema, entre em contato com ele neste e-mail: drakpabioosulalaspells@gmail.com
    Você pode entrar em contato com Dr. Akpabio para o seguinte:
    (1) Se você quiser o seu ex-costas.
    {2} Se você estiver procurando um emprego.
    (3) Você quer ser promovido em seu escritório.
    (4) Você quer que as mulheres / homens corram atrás de você.
    (5) Se você quer uma criança.
    (6) Você quer ser rico.
    (7) você quer começar Feitiços de Casamento.
    (8) Remova a Doença de seu corpo Feitiços.
    (9) Feitiço de negócios...
    (10) Loteria ganhando números.
    (11) Traga de volta Lost Love e muitos mais.
    Pode contactá-lo através do seu e-mail: drakpabioosulalaspells@gmail.com ou whatsapp ele: +234 906 167 0869

    ResponderEliminar

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Copyright © 2011-2017