BOOK REVIEW | Rooftoppers

26 julho 2015


ISBN: 9789898800541
TÍTULO: Rooftoppers - Os Vagabundos dos Telhados
AUTOR: Katherine Rundell
EDITORA: Lápis Azul
EDIÇÃO/REIMPRESSÃO: 2015
PÁGINAS: 256
LIVRO ÚNICO OU SÉRIE/TRILOGIA: Livro único
FORMATO DO LIVRO: Livro físico

“Eu conheço esse tipo de pessoa. Eles não são homens. São bigodes com idiotas colados.”
― Katherine Rundell, Rooftoppers

Este livro lembra-me um bocadinho O Principezinho pelo facto de estar marcado como um livro para crianças mas estar carregadinho de lições de vida e conselhos sábios que só quando chegamos à idade adulta (ou adolescente, vá) nos conseguimos aperceber da sua importância e da mensagem que afinal o livro quer transmitir.

O Rooftoppers tem uma história maravilhosa e escrita de forma bonita sobre não desistir de uma possibilidade. Mesmo quando os adultos dizem que não é possível, porque vamos lá admitir...os adultos não sabem tudo!


A história, como um todo, é simples mas funciona: Sophie, uma criança encontrada a flutuar numa caixa de violoncelo, é adoptada por Charles, um homem peculiar que vê as coisas importantes de forma muito mais clara que as menos importantes. Como Charles prefere educar Sophie para ser ela mesma (mesmo que isso envolva ela usar calças e não saias) os Serviços Sociais acham que o Charles não é um bom guardião e isso causa uma tristeza em Sophie que não consegue compreender o porquê de isso estar a acontecer.

Devido a isso eles fogem para Paris de forma a tentarem encontrar a mãe de Sophie. O seu caminho é bloqueado pela Polícia, que está a tentar encobrir algo desagradável, algo que tem a ver com o navio que afundou e que trazia Sophie e a sua mãe. Mas Sophie descobre todo um Mundo novo nos telhados e as pessoas que ela conhece nesse momento vão ajudá-la a descobrir a verdade sobre o que aconteceu à sua mãe.


Os personagens deste livro são encantadores. A Sophie pode cansar um pouco, ocasionalmente, com as suas perguntas inesgotáveis, mas ela faz tantas porque é curiosa, coisa que Charles lhe ensinou a ser. E é sempre bom ser curioso. Já Matteo, o primeiro vagabundo do telhado que Sophie conhece, é parte pássaro e parte criatura nocturna, não inteiramente humano. Na verdade ninguém que Sophie conhece parece inteiramente humano, e isso faz tudo parte do seu encanto!

A escrita da Katherine Rundell é muito amor. É um daqueles livros que temos vontade de ler em voz alta mas também é daqueles que queremos guardar só para nós de forma a que o Mundo da Sophie ganhe vida à nossa volta. A história desta pequena heroína é narrada de forma muito bonita com realismos curiosos e sorrisos tão grandes que fazem doer as bochechas.


Este livro fez-me rir, fez-me encher os olhos de lágrimas e fez-me sorrir. Foi escrito por alguém que gosta de linguagem. E de magia. E de música. É encantador e eu recomendo.

Classificação infinito mais um: 4/5

[Este livro foi-me enviado pela editora em troca de uma review honesta].

9 comentários

  1. Acho que bastou a comparação com O Principezinho para me deixar com a pulga atrás da orelha! Vou mesmo ter de ler o livro. Ainda por cima se envolve Paris I'm sold!

    Marta Rodrigues, Majestic

    ResponderEliminar
  2. As tuas reviews literárias são das melhores, explicas tudo ao pormenor e tão bem que fico cheia de vontade de ler sempre todos os livros de que falas aqui.

    http://myown-anatomy.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. gostei muito da resenha e suas fotos são maravilhosas!! <3
    fora que a capa desse livro é lindíssima!

    ResponderEliminar
  4. Fiquei super curiosa principalmente por causa da comparação com O Principezinho :) xxx

    ResponderEliminar
  5. Não conhecia esse livro, mas fiquei com vontade de ler. Vou procurar por aqui. :)

    http://sobre-as-pequenas-coisas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  6. Andava à procura de algo especial para levar comigo nas férias. Parece ser o que procuro. obrigado pela partilha. bjs

    ResponderEliminar

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Copyright © 2011-2017