OSCARS WEEK! | My Two Cents

Os Oscars este ano, para mim, foram um flop. Não, não estou a falar da cerimónia. O Neil foi maravilhoso. Fez-me rir que nem uma perdida com piadas oportunas e absolutamente deliciosas como: “Benedict Cumberbatch is not only the best name in the industry, but it’s also the sound that comes out from John Travolta when he tries to announce Ben Affleck”. 

Estou sim a falar de alguns dos Oscars que foram atribuídos na Cerimónia nas chamadas categorias de peso. Posso começar já pelo de Melhor Realizador. Queria muito que o Wes Anderson ganhasse pelo seu The Grand Budapest Hotel. Queria. Aquilo estava absolutamente genial e o Wes merecia um bocadinho de reconhecimento por parte da Academia. No entanto sabia que seria improvável isso acontecer e estava resignada pela vitória de Linklater pelo seu Boyhood. Mas não. Ganhou o Alejandro González Iñárritu (cujo nome é quase tão difícil de escrever como de pronunciar) pelo seu Birdman. Pronto. Tudo bem. Foi inesperado mas estas coisas acontecem. Passemos à frente.

Depois veio o Oscar de Melhor Filme. Eu ai não tinha nenhum preferido mas sabia que não queria que ganhasse nem Boyhood (não gostei do filme, que querem?), nem Birdman e muito menos Sniper Americano. Vai dai ganha Birdman. Até voltei para trás na emissão para ter a certeza que ouvi bem e que não tinha adormecido a meio e estava a sonhar. Não, não estava. Ganhou mesmo Birdman. Birdman, caraças. Com filmões como Selma e The Imitation Game a concorrer na mesma categoria ganhou-me o Birdman? Não me lixem.

Mas nem tudo é mau e existem muitos bons momentos para destacar e recordar. Podemos começar por referir o medley absolutamente delicioso que a Lady Gaga fez em tributo ao Música no Coração. Gaga can sing, como já vos tinha dito quando falei do seu álbum de jazz (que está uma delícia e que se ainda não ouviram têm de o fazer imediatamente). E depois aparece a linda da Julie Andrews, such a lady e a minha primeira girl crush e eu bati palminhas que nem uma perdida. Bati palminhas também quando o Eddie Redmayne ganhou o Oscar de Melhor Actor. Foi completamente merecido e o seu discurso foi a coisa mais fofinha de sempre. Destaco o discurso da Patricia Arquette e a reacção de “You go gurl” da Meryl Streep continua a ser fantástica (e a Arquette é super parecida com a Streep quando está de óculos).

Destaco também o movimento #AskHerMore lançado pela Reese Witherspoon que tinha como objectivo fazer com que os jornalistas perguntasse coisas mais interessantes às mulheres sobre a sua carreira (e não só) como acontecem com os homens em vez de só se importarem com o who are you wearing.

No geral foi uma cerimónia agradável. Mas vou estar com aquele Oscar de Birdman entalado até ao próximo ano. É a minha opinião, vale o que vale.

Podem também dar um olhinho aos meus comentários em tempo real ao longo da cerimónia AQUI.

(Se carregarem nos links que fui publicando ao longo do texto podem ver os momentos a que me referi).
                       

8 comentários:

  1. Concordo plenamente contigo, a cerimónia foi fantastica, mas em relação a entrega dos Oscars, eu mudava algumas coisas e parabéns pelo trabalho que tens feito no blog. :3

    ResponderEliminar
  2. pois... eu não achei The Imitation Game brilhante e não vi Selma, mas Birdman? eu desisti a meio do trailer, nem pensar em ver o filme! e yap, a patricia com aquele penteado e de óculos é UM CLONE da Meryl xD

    se esriveres interessada, aqui estão os meus 2cents bem menos conhecedores sobre a cerimonia... http://cronicasdetehteh.blogspot.pt/2015/02/dos-oscares.html

    xoxo

    ResponderEliminar
  3. Hello Dear <3 Great post and your blog is wonderfull ! <3
    Maybe we can follow each otcher via GFC or facebook? http://kasjaa.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Oh sim, o oscar de melhor actor não podia ser senão para o Eddie Redmayne! Óptimo actor e óptimo papel o que desempenhou no filme!

    O que achas de seguirmos o blog uma da outra? Já sigo o teu! ;)
    Beijinhos
    http://aengenheiradamoda.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Concordo com absolutamente tudo! Eu não vi todos os nomeados para melhor filme nem melhor realizador, mas o Birdman não merecia nenhum dos 2! E também me fica entalado o prémio à Patricia Arquette.

    ResponderEliminar
  6. O Birdman é um excelente filme. Excelente. Diz tanto com tão pouco, é absolutamente excelente. Não era o meu preferido - o meu era sem dúvida do Whiplash - mas que mereceu, mereceu.

    No entanto, para melhor realização, também estava a torcer para o Wes Anderson, e até apostava numa vitória do Richard Linklater e fiquei surpreendida pelo Birdman arrebatar também esse. Foi a minha surpresa da noite.

    ResponderEliminar
  7. eu não tendo adorado o Birdman (achei boring), tenho que reconhecer que está fantástico a nível de realização, o prémio foi merecido! melhor filme é uma categoria muito ingrata porque não há melhores filmes mas sim bons filmes diferentes, mas também compreendo a vitória :)
    O meu favorito claro que era o Budapest Hotel, de tão fofinho e colorido que é.
    O Theory of Everything e o Imitation Game achei filmes "mornos", bonzinhos mas que não trazem nada de novo! Mas mau era se tivéssemos todos opiniões iguais

    ResponderEliminar
  8. O que mais me ficou entalado foi o caso do Wes Anderson, é fofinho e queridinho, já ouvi até chamarem barroco. Mas não brinquem comigo, em termos de realização nenhum dos restantes estava lá perto do Wes. O Wes tem um dom, travellings de cortar a respiração, já para nem falar de enquadramentos, ângulos, paletas cromáticas - além do mais, como é que depois de ganhar tantas categorias técnicas ele sai de mão a abanar? As ideias saíram daquela cabecinha linda, e das mãos que os executaram. O que não tira mérito a quem executou maquilhagens, guarda-roupa, cenários, etc, mas há que ter a noção que eles fizeram o que o Wes imaginou. Enfim.

    ResponderEliminar

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Copyright © 2011-2017