BLOGMAS 2014 | DAY 15: Christmas Back Home

15 dezembro 2014

Com muita pena minha não consigo ir todos os anos à Santa Terrinha passar o Natal. A última vez que passei essa época lá tinha eu catorze anos - ora façam lá o favor de fazer as contas e não ligar ao facto de já não ir para nova - no entanto guardo, com muito carinho, todas as coisas que fazemos nessa altura: as nossas tradições familiares.

Tudo começa com os ensaios à noite para as romarias. São duas semanas (das quais eu e a minha mãe normalmente só apanhamos a última) em que todos os dias, depois do jantar, pessoas da zona se juntam para afinar as vozes e decorar as letras das canções. Na freguesia onde a minha avó vive - e onde ficamos sempre - existem várias zonas e, cada uma dessas zonas, tem o seu grupo para competir nas romarias. Vocês não estão bem a ver! É competição à séria, capaz de meter o Festival de Canção a um canto. Adiante. Nesses ensaios discute-se a ordem das músicas e tiram-se as medidas para os fatos - sim, existem fatos feitos por medida para toda a gente e, todos os anos têm um tema diferente.

Na noite de vinte e quatro jantamos - cedo - todos juntos, normalmente em casa do meu tio. Depois disso seguimos até casa da minha avó, vestimos as nossas fatiotas para a romaria e encontramo-nos com o resto do grupo num local previamente combinado. Perto das nove da noite, é altura de grupo atrás de grupo fazer o seu caminho até à igreja acompanhados por música a cantar as músicas que levaram duas semanas a ensaiar. No fim, e perto da meia noite, é declarado um vencedor e depois é altura da Missa do Galo.

O dia de vinte e cinco começa super cedo com os meus tios, primos, tios dos primos entre muitas outras pessoas a chegarem a casa da minha avó para almoçar. Deste dia tenho memórias do meu pai e dos meus tios a fazer o fogo num dos terraços da minha avó, enquanto eu, a minha mãe, as minhas tias e a minha avó tratávamos dos legumes e das sobremesas e os mais pequenos - primos e primos de primos - mostravam uns aos outros o que tinham recebido no dia anterior.
Depois todas as mesas disponíveis em casa da minha avó são agarradas e postas todas juntas no outro terraço onde vamos, à medida do possível, ocupando os nossos lugares.
Isto é tudo feito ao ar livre porque o tempo na Santa Terrinha está sempre ameno e agradável, até em pleno Dezembro numa casa em frente ao mar.

No dia vinte e seis os mesmos grupos que fizeram as romarias, saem de novo à rua - desta vez depois do almoço - e vão a cantar, um por um, até à casa do padre. Lá são recebidos com bolachinhas caseiras e o convívio prolonga-se durante a tarde.

E tenho saudades. Muitas, muitas saudades.

Quais são as vossas tradições de Natal?




 
Podem encontrar-me também aqui:

5 comentários

  1. eu ia imenso a serra da estrela (terra do pai que a mae e de lisboa) quando era criança e adorava andar atras da bicharada e apanhar fruta! agora fiquei com saudades!
    http://fromnothingtoprada.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Que giro! É sempre tão bom descobrir estas tradições. Fiquei com curiosidade de saber qual é a terra, mas gostei mesmo muito da tradição!
    Por aqui a única tradição que tínhamos era à meia-noite haver sempre o bacalhau cozido com todos, mesmo que se tivesse jantado às 19h30, 20h. Agora já é mais raro se fazer isso. O resto é o tradicional, juntar a família toda e passar um óptimo bocado. Adoro!

    ResponderEliminar
  3. wow! fantastico!
    ♥ ♡ ♥ ♡

    Check my blog!!!! :CHIC STREET CHOC
    follow for follow on Instagram?
    I'm waiting for you!!! Yep!

    ResponderEliminar
  4. Um Natal bem diferente. Deve ser giro! ^^
    Sorrisos,
    Alexandra :)

    The Sweetest Life

    ResponderEliminar

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Copyright © 2011-2017