BLOG RELATED | What I Learned From 3 Years of Blogging

Ao longo destes três anos, sai da minha concha.

Reclamei para mim este pequeno canto da World Wide Web como meu (e nunca pensei que seria uma coisa que estivesse a fazer até agora) e, em dois mil e onze, estava cheiinha de medo por o estar a fazer visto que sou uma pessoa muito expansiva e comunicativa...para os meus amigos próximos.

O blog transformou-se no sítio onde registo os pequenos e os grandes momentos da minha vida, um fórum onde cada pessoa pode partilhar as suas opiniões sem se preocupar, tornou-se mais que um hobbie. À medida que a minha presença nas redes sociais e nos Mundo dos blogs foi aumentando eu senti-me como um Bambi ofuscado pelos faróis de nevoeiro de um carro, mas o tempo foi passando e passei de Bambi ofuscado a Bambi confiante e confortável na sua pele e nas suas opiniões.

Sei que muita gente que por aqui passa também tem blog. E a pergunta para o queijinho é: “De que maneira me diferencio do resto da multidão?”
Não é fácil nem vem depressa.

Tenho este post de molho há muito tempo, sobre as experiências, adversidades e lições que aprendi durante os meus três anos de infinito. Algumas foram assimiladas por tentativa e erro, outras fui aprendendo ao longo do tempo. E hoje – em especial – achei que era a altura ideal para partilhar com vocês tudo isto que fui aprendendo ao longo destes três anos de caminho.



1. É ASSUSTADOR COMEÇAR UM BLOG E ESCREVER AQUELAS PRIMEIRAS PALAVRAS NA INTERNET. 
Mas a não ser que sejamos a Princesa Kate ou a Lady Gaga podemos ficar descansados porque ninguém está a ler. Isto não quer dizer que as pessoas não irão ler o que escrevemos eventualmente mas, de momento, não o estão a fazer.

2. BLOGA PORQUE GOSTAS DE ESCREVER OU PORQUE TENS UMA PAIXÃO PELO QUER QUE SEJA QUE ESCREVES. 
Se estás a começar um blog para ganhar dinheiro: não o faças. Porquê? Porque o mais provável é que não ganhes nada com ele. Escreve porque há qualquer coisa que queiras dizer. Escreve porque tu não consegues não escrever.

3. DESCOBRE AQUILO QUE TE TORNA DIFERENTE. 
Pode ser difícil para ti veres o que te torna diferente de todas as outras pessoas, por isso o ideal é perguntares a um grupo de pessoas em que tu confias para te descreverem. Demora um pouco até encontrares a tua própria voz, mas vais encontrá-la. O que te torna unicamente tu? Talvez tenhas uma paixão por gelados ou montanhas ou comboios ou manteiga de amendoim artesanal. Não importa desde que funcione para ti. Independentemente do que gostes, transmite-o na tua escrita.

4. RESPONDE AOS COMENTÁRIOS. 
Se alguém tira uns minutos para deixar um comentário no teu blog precisas de arranjar tempo para responder. Pode não ser imediatamente, mas responde. Sempre.

5. NÃO PEÇAS DESCULPA SE DESAPARECERES POR UM PAR DE DIAS/SEMANAS. 
Toda a gente precisa de umas férias. Quem te lê vai continuar a fazê-lo independentemente de publicares ou não com frequência e não vão deixar de fazê-lo se tirares umas férias de uns dias.

6. HONESTIDADE É A MELHOR POLÍTICA. 
A sério. Não escondas nada de quem te lê. Se te queres conectar à tua audiência conta as coisas como elas são, mesmo que isso te assuste ao carregares no botão de Publicar. Sê honesto: sobre o que se passa na tua vida, sobre o que realmente pensas sobre um produto, uma série, um filme… Nem tudo o que experimentas é fantástico e a vida não é sempre um mar de rosas. As pessoas sabem isso por isso partilha também as partes não-tão-boas porque o certo é encontrares alguém que se esteja a sentir exactamente como tu. Não tens de ser perfeitoBeing human is relatable.


7. RELÊ O QUE ESCREVES. 
Encontra um amigo – esta é para ti, Sofia – que não se importe de fazer isso e faz com que ele leia tudo o que escreves. E não sejas duro contigo mesmo quando, três dias depois, encontrares um erro que te escapou. Eu já li esta publicação umas quarenta e cinco vezes. Eu sei que há aqui um erro escondido e a me escapar.

8. LÊ TUDO EM VOZ ALTA ANTES DE PUBLICARES. 
Desta maneira consegues mais facilmente dar com erros e reparar se alguma coisa não flui.

9. SÊ PACIENTE. 
No grande esquema das coisas seis meses de blog não é nada. Um ano de blog também não é nada. Três anos idem. Escreve coisas boas. Constrói a tua audiência. Sê genuíno. Sê honesto.

10. NÃO PUBLIQUES NADA SÓ POR PUBLICARES. 
Dedica algum tempo a escreveres alguma coisa da qual te sintas orgulhoso de ler. Make it good.

11. O NÚMERO DE COMENTÁRIOS NÃO É O MAIS IMPORTANTE. 
Nos meus primeiros tempos de blog eu dava imensa importância aos comentários. É claro que cada blogger gosta desse pequeno pedaço de interacção e reconhecimento por parte dos outros sobretudo depois de passar tanto tempo a preparar uma publicação, mas eu aprendi que o número de comentários não tem nada a ver com a quantidade de pessoas que viram essa publicação, que a leram e que gostaram. 
Alguns dos blogs que sigo recebem apenas uma mão-cheia de comentários por post enquanto outros recebem centenas, mas isso não significa que a nossa publicação não prestou ou que ninguém a está a ler. 
Se olharmos para a qualidade dos comentários em vez de para a quantidade, começamos a ver as coisas de maneira diferente. Será que comentários do género “Bom post, visita o meu blog” interessam para a contagem de comentários? Ou preferiam ter menos mas com respostas atenciosas? Eu normalmente sou uma leitora de blogs silenciosa: leio tudo mas raramente comento.
(E aproveito para vos agradecer a vocês, que são os melhores seguidores do Mundo, por me deixarem sempre comentários espectaculares e geniais!)

12. TER UM BLOG MUDA-NOS. 
E eu digo isto da melhor maneira possível. A mim, ter um blog, fez-me abrir os olhos a muitas outras realidades e Mundos para além daquilo que eu conhecia. Com o passar do tempo começamos a aprender os ins and outs de ter um blog e, com esse conhecimento, começamos a melhorar. 
Eu tornei-me mais confiante naquilo que publico e tornei-me crítica de publicações antigas que já não me representam. É engraçado olhar para trás e ver o quanto mudamos ao longo da nossa blogging life. Sem dúvida que reparei em coisas sobre mim – e em mim – que me teriam passado completamente ao lado se não as tivesse documentado aqui no blog.


13. NÃO PRECISAS DE SEGUIR A CORRENTE E FAZER O MESMO QUE TODA A GENTE ESTÁ A FAZER. 
Na verdade o melhor é mesmo nem pensares nisso! Hoje em dia toda a gente tem um blog (ou assim parece) e por isso é fácil perdermos-nos na multidão. Eu sempre fui da opinião que cada um deve publicar sobre aquilo que se sente mais confortável, coisas que consigam dar um cunho pessoal e torná-las únicas. 
Quando comecei pensei que haviam determinadas coisas que eu tinha obrigatoriamente de falar e de abordar para ter tráfego. E apercebi-me que me estava a enganar e que algumas dessas coisas nem sequer eram as que eu queria que representassem o meu blog. Há uns tempos atrás até acabei por apagar uma catrefada de publicações que já não tinham nada a ver aqui com o burgo – prometo que vos falo sobre isso muito em breve e vos explico as minhas razões, que as há! 
Ter um blog não é a minha profissão, mas é algo a que dedico muito tempo e muito trabalho por isso tento sempre publicar coisas que interessam às pessoas mas sem deixar de ser fiel a mim própria. Este blog é um reflexo de quem sou, mesmo que isso signifique que ele fala de tudo e de nada, é um bocadinho desorganizado por vezes e que não cresce assim que é uma coisa doida.

14. NÃO TEMOS DE PUBLICAR ALGO TODOS OS DIAS. 
Quando comecei tinha aquela ideia pré-definida na cabeça que tinha de publicar qualquer coisa todos os dias. E durante uns tempos consegui fazer isso, sim! Mas existem alturas em que as ideias não fluem, em que estou exausta e em que honestamente preciso de uma pausa para organizar a cabeça, para respirar, para procurar inspiração noutras fontes. Quem segue o meu blog já deve ter reparado que eu às vezes levo dias sem publicar nada novo. Ocasionalmente afecta os números, claro, mas, sendo honesta, isso é uma questão de vaidade. Os e-mails e os comentários atenciosos fazem-me ganhar o dia. É sempre bom ouvir que o nosso blog inspira alguém – por mais assustador que isso possa ser.

15. ESCREVE SOBRE O QUE GOSTAS E GOSTA DO QUE ESCREVES. 
Especialmente quando estás no começo da jornada. A não ser que tenhas sorte (ou sejas um expert de SEO) ninguém vai ler as tuas publicações a não ser a tua família e os teus amigos. Nunca publiquem nada só porque querem que algum motor de busca o encontre. Perde horas a ver, rever e alterar todas as palavras e frases. Carrega no Publicar porque estás orgulhoso do que escreveste.

16. NÃO PODES NEM CONSEGUES AGRADAR TODA A GENTE. 
É impossível fazer com que toda a gente entenda o teu coração. Podes stressar durante dias sobre quais são as palavras correctas a utilizar e tentar justificar-te nos comentários, mas algumas pessoas simplesmente nunca irão compreender. Isso não significa que elas sejam más ou que tu és mau, apenas significa que todas as pessoas são diferentes. Não se pode agradar a gregos e a troianos, por isso desde que te mantenhas fiel aos teus princípios e tenhas confiança nas tuas intenções, está tudo tranquilo. Isto não é uma desculpa para sermos mal-educados, mas uma ajuda para encontrar a paz naquelas noites em que entramos em parafuso porque nem todas as pessoas que lêem o nosso blog gostam de nós.

17. QUALIDADE EM VEZ DE QUANTIDADE. 
Isto bate um pouco no tópico 14, mas é igualmente importante. Eu, pessoalmente, prefiro esperar por uma publicação de um blogger sabendo que ela tem qualidade do que ler as trinta publicadas num só dia. Mas também há publicações curtas maravilhosas e publicações longas terríveis e vice-versa. Tens de levar em consideração que nem toda a gente consegue visitar o nosso blog todos os dias e ler tudo o que perdeu entretanto de uma assentada. É tudo uma questão de equilíbrio.

18. NEM SEMPRE BOM CONTEÚDO SE TRADUZ NUM BLOG COM MAIS SUCESSO. 
É triste, mas é verdade. Não tenho dúvidas que um dia, a longo prazo, o meu blog vai ser grande mas se o formos comparar com blogs que foram criados na mesma altura nota-se que o infinito não cresceu tanto como os seus companheiros. 
Às vezes é uma questão de sorte, outras vezes tem a ver com o nosso estilo de escrita, conteúdo ou fan base, mas alguns blogs crescem exponencialmente mais depressa que outros. No entanto não deixes que isto te incomode porque é uma coisa que acontece muito e se deixas que isso te desanime então foste mesmo derrotado. Não deixes que te derrote! Continua com o bom trabalho que tens feito até agora e em breve irás ver resultados.

Vocês que têm um blog, o que aprenderam?





 
Podem encontrar-me também aqui:

17 comentários:

  1. Desde já Parabens pelos 3 anos :]
    Comecei neste mundos dos blogs à pouco tempo e sim, primeiro que começasse era algo assustador! Será que vão gostar? Será que tenho jeito?
    E lá me lancei ao desafio!
    Gosto bastante do teu blog!

    Beijo
    AC
    http://nerdychillout.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Muitos parabéns pelo teu blogue e espero que continues. Adorei essas dicas e concordei com tudo o que disseste.:)

    beijinhos,
    Another Lovely Blog! - http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. É engraçado como me estou a rever em muitas das coisas que escreveste :)

    ResponderEliminar
  4. Parabens pelos 3 aninhos.. que venham muitos mais.
    Do que li, vi a mim mesma.. "tiraste" as palavras da minha boca.. tambem tenho o meu blog a 3 anos.. e nunca pensei que cresce-se como cresceu.. o ser diferente de tantos outros blogs é dificil.. mas desde que escrevemos o que gostamos e que sejamos honestos acima de tudo, tudo corre bem. É uma asneiras as pessoas criarem blogs para ganhar €. :(
    Confesso que no inicio tambem tinha medo de escrever, do que as pessoas possam criticar.. nao tirava fotos de mim propria, etc.. com o tempo, com a frontalidade dos seguidores, comecei a sentir mais segura das minhas palavras.. e abri-me a eles, e ao mundo.
    Obrigada pelo post!! :-)
    Beijinhos
    http://alebanac.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Muitos parabéns :) E sim, concordo com muitos dos pontos que referiste em cima!

    ResponderEliminar
  6. Parabéns pelos três anos de blog! Apesar de ter o meu há pouquíssimo tempo (5 mesinhos) já me consigo identificar com alguns tópicos que enumeraste e posso dizer que fiquei mais aliviada em relação a outros deles, e posso também confessar que no início julguei que tivesse que publicar alguma coisa todos os dias ou pelo menos uma vez por semana quando percebi que afinal não tinha que o fazer e por uma questão de necessidade pessoal estive cerca de 1 mês sem publicar nada.
    Gosto bastante da forma como escreves, tens o pensamento organizado, sabes o que fazes e isso transmite a sensação de confiança que por vezes os teus leitores (sejam eles detentores também de blogs ou não) precisam. Continua assim ou melhor ainda, se bem que já estás num patamar alto!

    Obrigada pelas dicas. Beijinhos*

    SM

    Hoje ficas? - http://susanacmmelo.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. olá!! Concordo com tudo o que escreveste. Uma das coisas que eu aprendi é que se queremos ser vistos temos que ver também, isto é, antes dava muita importância ás visualizações e comentários mas esquecia-me de ver os blogues que eu seguia. Hoje faço um esforço para ver (com olhos de gente) e comentar os outros blogs. E aprendi também que cada blog tem o seu tempo para amadurecer não vale a pena apressar. Devemos sim e como dizeste e muito bem, escrever sobre o que gostamos e ser honestos. E aprendi muitoooo com este post!!! Obrigada e Parabens pelos 3 aninhos de blog!!beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Eu tenho blogue e tenho tido alguns desde os meus 18 anos. Porém, escreveste aqui coisas que me dão vontade de continuar com o que tenho actualmente e de o levar mais além. Como o teu. De facto, o meu blogue é diferente do teu em muitos aspectos e se eu gostava de colocar fotografias minhas como tu o fazer, tenho receio porque por um lado não quero ser "conhecida" :p
    Deste boas dias e disseste umas boas verdades. Adoro o teu blogue, podes ter a certeza disso*

    ResponderEliminar
  9. Concordo com tudo o que disseste e é por pensares assim que tens um blogue tão bom :) parabéns e continua assim **

    ResponderEliminar
  10. Muitos parabéns ao blog e a ti, que tornas este blog tão único e especial :)
    Beijinhos*
    Treze Mundos

    ResponderEliminar
  11. Olá Ana,

    Adoro o teu Blog, sem duvida, és diferente daquilo a que estou habituada a ver, os temas, adoro as tuas fotografias, a maneira como escreves e todo o cuidado que tens com o Blog. Quero dizer-te que estás a fazer um óptimo trabalho ao longo deste 3 anos, Parabéns por isso, e espero que continues!
    Tudo aquilo que escreveste neste Post é tudo verdade, não podia estar mais de acordo!

    Um grande beijinho
    Andreia

    ResponderEliminar
  12. Muuuitos parabens Ana! Peço desculpa, desde já, por não comentar muito, há poucos blogs a que faço sempre, ou quase, isso. Mas devo dizer que a ler, sou assídua! O meu blog é pequeno, tem 5 meses e sinto que a blogosfera é a minha casa! Muitas vezes também me falta inspiração ou então estou atulhada de testes e não consigo sequer por tudo em ordem e ter tempo para ligar o computador. Gosto de publicar todos os dias, nem que seja apenas uma imagem e uma frase, gosto de ter o blog actualizado! Mais uma vez parabéns e que venham muitos mais anos!

    ResponderEliminar
  13. Gostei tanto, tanto do teu texto. E concordo tanto com a maioria! ^^ Mas mesmo assim não deixei de aprender uma coisinha ou duas contigo. Muito obrigada! ^^
    Sorrisos,
    Alexandra :)

    http://thesweetest-life.blogspot.com

    ResponderEliminar
  14. Gosto imenso desta lista, é sempre bom aprender ou relembrar o que estamos "cá" a fazer. E eu acredito mesmo em escrever para mim, é claro que se o partilho espero que chegue a alguém mas não é esse o grande objetivo. Escrevo o que gostaria de ler e ao publicar supero sempre o medo de me expor, de ter medo do que os outros irão pensar mas, tal como numeras, nem todos temos os mesmos gostos :).
    Parabéns, mais uma vez, pelos três anos e por este post também :)

    ResponderEliminar
  15. o 5, o 13 e o 16 estão sempre comigo. Resumiste super bem isto, não diria melhor :)

    ResponderEliminar
  16. Muitos Parabens! O teu blog é um dos primeiros que comecei a seguir e não consigo não vir sempre "cuscar" os novos posts, porque realmente são fantásticos. Adoro também os teus layouts, tens mesmo jeito para a coisa! Continua assim que eu também continuarei a seguir certamente! Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Venho por este meio dizer que tenho o teu blog guardado nos meus favoritos mas nem sempre o leio. Amei estas dicas para quem é blogger. Apesar de o ter desde 2008, estas dicas são sempre preciosas, obrigada, estava mesmo a precisar de inspiração.

    Ana, A Policromia
    A Policromia no Facebook

    ResponderEliminar

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Copyright © 2011-2017