TV SHOWS | Forever

No meio desta comoção de começo, término e regresso de séries são poucas as novas que me chamam à atenção até porque tenho imensas para acompanhar e nem sempre sei para onde me virar. No entanto nesta rentrée algumas ganharam o seu lugar na minha lista infinita e é de uma dessas que vos vou falar hoje.

Parece-vos interessante?

Forever tem uma personagem principal que é imortal…mas não se preocupem que isto não é outra série com vampiros.
Em vez disso, o Dr. Henry Morgan, não faz a mais pequena ideia do porquê que ele não conseguir morrer há duzentos anos. Ele morre – e é morto – inúmeras vezes e de incontáveis maneiras e mesmo assim acorda – sempre – nú e dentro de água, o que faz com que ela tenha imensos encontros imediatos com a polícia.

No primeiro episódio, quando conhecemos o bom doutor, ele está numa carruagem do metro, a encantar uma mulher com as suas skills impressionantes de dedução (também, depois de duzentos anos vivo e a observar pessoas, era de esperar). Depois acontece uma coisa terrível nesse metro, e acabadinho de sair de dentro de água e da cadeia (não se pode andar nú nas ruas de Nova Iorque) o Dr. Morgan apanha boleia do seu amigo de confiança Abe, dono de uma loja de antiguidades em Lower Manhattan e a única pessoa que sabe o seu segredo – e é por isso que ele leva roupa extra. Já não é a primeira vez que passa por isto!


Viver, morrer e repetir. Essa é uma premissa interessante para uma série de televisão (apesar de ser um bocadinho semelhante a todas as séries sobrenaturais e de vampiros que existem agora). Henry parece concentrar maioria dos seus sentimentos na memória – particularmente quando faz flashbacks até ao grande amor da sua vida – enquanto lida com os detalhes de viver dia-a-dia como algo a ser tolerado e não aproveitado.

Se os vampiros nos ensinaram alguma coisa é que a imortalidade é mais uma praga do que uma bênção. Isto é particularmente verdade no caso de Henry porque ele é um homem bom cuja primeira morte ocorreu há duzentos anos enquanto ele tentava proteger um escravo de ser atirado borda fora da nau onde navegavam.

Quando se vive para sempre, há que arranjar maneira de ocupar o tempo. Mas quando se vive para sempre, sobrevivemos amigos e romances. Os flashbacks – que existem muitos – mostram que Henry ainda sente a falta de uma mulher do seu passado. E também revela grandes segredos e plot twists maravilhosos.

Têm três episódios para ver até agora. Eu, ao segundo, estava fisgada.




 
Podem encontrar-me também aqui:

9 comentários:

  1. Já vi a apresentação e pareceu-me interessante, mas a minha lista é tão grande que tenho de organizar primeiro as outras todas ;)

    http://inspirationswithm.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Parece-me super interessante! Tenho de ver!

    Encontrei agora o teu blog e não podia estar mais feliz com a descoberta! Parabéns!

    http://lenaspetals.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Já me tinha cruzado com a série diversas vezes mas nunca me deu vontade de aprofundar o meu conhecimento, até agora. Mais uma para a lista! Obrigada pela partilha.

    ResponderEliminar
  4. Já me tinha cruzado com a série diversas vezes mas nunca me deu vontade de aprofundar o meu conhecimento, até agora. Mais uma para a lista! Obrigada pela partilha.

    ResponderEliminar
  5. Parece-me super interessante, acho que vou dar-lhe uma hipótese :D

    ResponderEliminar
  6. Adorei... ^^ mas primeiro tenho que pôr as minhas em dia! :P
    Sorrisos,
    Alexandra :)

    http://thesweetest-life.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Obrigada pela partilha Ana :) Estou a ADORAR a série :D

    ResponderEliminar

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Copyright © 2011-2017