TV SHOWS | Reign + Dracula

28 outubro 2013

Eu acompanho religiosamente (vá, quase!) demasiadas séries e, para mal dos meus pecados, recentemente comecei a acompanhar duas novas acabadinhas de estrear!

Já há muito tempo que nenhuma série me chamava assim à atenção e por isso fiquei espantada quando duas fizeram com que eu desejasse que as semanas passassem mais depressa só para chegar o dia em que sairia o próximo episódio - sim, são assim tão boas!

E como a minha alegria tinha de ser compartilhada (e porque estou a tentar converter toda a gente que conheço a vê-las) vim fazer uma pequena apresentação delas aqui para o blog também porque sei que muita gente, tal como eu, está sempre à procura de boas séries para ver a acompanhar!


Esta primeira série - Reign - é vagamente (muito vagamente) baseada na história de Mary Stuart (que se tornou a Rainha Mary da Escócia) e mesmo não sendo historicamente correcta é um excelente exemplo de uma boa série de ficção histórica.

Reign passa-se no século dezasseis (mais concretamente 1557) e acompanha as aventuras de Mary no seu regresso à corte real francesa que tem um único objectivo: garantir a aliança estratégica entre a Escócia e a França, através da oficialização do noivado de Mary com o filho do rei francês, o príncipe Francis (de quem está noiva desde dos sete anos). Com ela e com as sua aias, Mary traz perigo, novidade, sensualidade (e sexualidade) e muitas outras coisas que vêm juntas com os seus corpetes e vestidos maravilhosos.

A série apresentará o pedacinho da história que retrata a juventude da rainha (que teve um fim trágico aos 25 anos - facto histórico), a sua relação com Francis e todo o jogo de poder e conspirações existentes no reino.
Esta série também apresenta um elemento muito interessante que é a marca da estação televisiva que a produz - a CW - o sobrenatural. Existem vários mitos a pairar sobre a história de Mary tornando propícia a inclusão do misticismo e do suspense na série - e isso começa logo no primeiro episódio com a aparição super interessante de Nostradamus, retratado de forma muito peculiar e com revelações que levarão a Rainha Catherine a planejar contra Mary - a Rainha Catherine e Nostradamus estão em complô - porque quer fazer de tudo para proteger o seu filho, o Príncipe Francis, nem que pare isso tenha de decapitar pessoas inocentes e infernizar a vida de Mary.

Ainda no tema do sobrenatural, temos uma criatura misteriosa que enche a narrativa e todos os episódios de suspense. É impossível não ficarmos curiosos para saber a sua identidade e os seus motivos para lá estar.

Reign traz também questões relevantes para reflexão. Até onde se pode ir para adquirir o poder? Quais são as verdadeiras consequências de ter a vida toda traçada desde da hora do nosso nascimento?
Os figurinos, a maquilhagem, o aspecto completamente limpo da corte e do castelo juntamente com alguns toques modernos fazem parte da licença poética da série - a banda sonora é absolutamente fantástica! - pois todos sabemos que em 1557 e apesar de toda a pompa do reino de França as coisas não eram assim tão belas visualmente falando.

Resumindo e concluindo: Reign é uma mistura de The Tudors, Borgias, Game of Thrones e Gossip Girl (vá, só para aligeirar um bocadinho!).

Sendo eu uma maníaca por séries com temática de época é impossível não me fascinar pela história de Mary Stuart – independentemente da forma como é apresentada.

E se com este paleio todo ainda não vos convenci a ver a série, deixo-vos agora um bom motivo para o começarem a fazer.

(Digam 'olá' ao príncipe Francis! "Olá, príncipe Francis!")

****


Em Dracula podem esquecer os esteriótipos de vampiros que vemos agora - não há cá brilhar na luz, não há cá conseguir andar ao sol sem se queimar, não há cá olha-que-fofinho-que-és-como-vampiro-eu-devia-ter-medo-de-ti-mas-quero-que-me-mordas-e-me-transformes-porque-deve-ser-muito-porreiro-ser-como-tu - não fosse esta série baseada na obra homónima de Bram Stoker.

A série desenvolve-se na Londres de 1896, retratada não de forma extremamente fiel mas com um toque interessante de steampunk trazendo um pouco de modernidade à série e à história - é uma abordagem ousada mas que resulta lindamente no cenário, ambiente e narrativa.
O primeiro episódio começa com o misterioso Dracula a chegar a Londres fazendo-se passar por um empresário americano que quer trazer ciência moderna à sociedade victoriana. Ele interessa-se particularmente pela nova tecnologia que é a electricidade, que promete iluminar a noite - convenhamos que é útil para alguém que evita o sol. Mas ele tem outra razão para essa sua estadia em Londres: vingança aqueles que o amaldiçoaram com a imortalidade séculos antes.

Quem não leu o livro ou viu os filmes não precisam de se preocupar: a série cria um contexto próprio e estabelece-se sozinha. Isto não quer dizer que não haja semelhança com a versão literária, porque há. Na verdade esta série é uma mistura do livro com o que foi apresentado no cinema ao qual é adicionada a criatividade dos argumentistas.
Mas se leram o livro certamente vão reparar nas diferenças existentes entre as personagens do livro e as personagens da série, tanto no seu comportamento, como interesses e carreiras. É normal que assim aconteça visto que se trata de uma adaptação.
Apesar de ser uma história já conhecida do público, a série conseguiu evitar ser previsível ao fazer certas opções no desenvolvimento dos personagens, da mesma forma que cria uma história suficientemente interessante para não cair no banal!
(E surpresa, surpresa mais uma história de época! Eu tenho um problema...)

(Digam 'olá' ao Dracula)

Acuse-se quem vê estas séries que eu preciso de alguém com quem falar sobre elas e fazer fangirling!
Se forem ao meu Tumblr vão reparar que tudo o que tenho reblogado ultimamente está relacionado com estas duas séries - estou completamente emergida na fandom!

Até jazz,





 
Podem encontrar-me também aqui:

13 comentários

  1. Comecei a ver o Drácula também e estou a A D O R A R! Afinal é baseado no Bram Stocker e foi com ele que nasceu a minha paixão por vampiros (os vampiros a sério).
    Quanto à outra, ainda vou começar,mas está na minha lista!

    ResponderEliminar
  2. Eu ainda nao vi essa serie do dracula mas fiquei muito curiosa depois de ter visto a preview dessa serie vou ver sem duvida
    http://thelittlefashionistafx.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Woah Jonathan Rhys Myers como Drácula? Pára tudo!!!

    ResponderEliminar
  4. O Drácula é jeitoso...

    Vou ver o Pilot das duas séries e se gostar continuo a ver... mais duas para a minha lista de espera :c

    ResponderEliminar
  5. Já ouvi falar dessa do Drácula (enquanto estava a ver a season premiere de Grimm) mas não me interessou muito. Ando a acompanhar uma nova e ando a adorar, ainda só tem 3 episódios e acabei mesmo de publicar algo sobre isso :)

    ResponderEliminar
  6. Olá aos dois :D hahaha eu vou começar a ver Dracula ainda hoje à noite heheh

    ResponderEliminar
  7. Nossa me deixou com vontade de assistir e ler o livro, parece ser muito bom!

    Lindo seu blog!

    Seguindo o blog!
    Vem visitar os meus?
    BLOG: http://penteadeiracorderosa.blogspot.com.br/
    PAGE: https://www.facebook.com/penteadeiracorderosaregiane

    Beijos

    ResponderEliminar
  8. A primeira duvido que me interesse, gosto muito mais de fantasia. Mas estou mortinha para ver o Dracula. O livro é só um dos meus favoritos de sempre. ^^
    Sorrisos,
    Alexandra :)

    Blog | Facebook | Youtube

    ResponderEliminar
  9. Acabei de ler o post e já abri o amigo Drácula no separador seguinte. Vou começar a ver e depois logo te digo a minha opinião :)

    kiss*
    dress-pink.blogspot.com

    ResponderEliminar
  10. Ah, eu estou louca pra ler o livro Drácula de Bram Stocker, ainda não conhecia essas séries, mas me interessei pela do drácula. E como vc falou que o contexto é diferente do livro acho que vou começar a assistir :D

    http://justonemomentt.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  11. Não tinha conhecimento do Drácula, finalmente algo que faça justiça e que não tenha tretas como as que se tem visto xD
    http://itskindaofmessy.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  12. Eu agora ando a ver Once Upon a Time in Wonderland :)

    ResponderEliminar

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Copyright © 2011-2017