OFF TOPIC | A Greve e os Exames Nacionais

11 junho 2013

Isto de os professores quererem fazer greve para a época de exames é uma coisa que não me cabe na cabeça, mas é que não me cabe mesmo!

Tudo bem que cada um tem direito de manifestar-se e fazer greve sempre que achar que deve ser feita - afinal vivemos num País livre - mas há alturas próprias para serem feitas e a época de exames não é, de todo, uma delas!
Os que estão por detrás desta iniciativa afirmam que esta (a greve) é por um "bem maior" e que é "pela educação", mas até que pode esse bem maior e essa luta pela educação numa das alturas mais importantes para alunos de décimo segundo ano nos beneficia? Não beneficia, a verdade é essa.

Apesar da escolha da altura, para mim e para os outros milhares de alunos, não ser a ideal compreendo que é a única capaz de deixar mossa. Querem direitos disto e daquilo, mas a que preço? E os direitos de quem estuda? Não há Associação de Estudantes que nos valha nesta altura porque nos encontramos todos de mãos e pés atados.

Esta situação de os professores fazerem greve aos exames nacionais não é nova. Antes pelo contrário. Em 2005 ocorreu uma situação semelhante em forma de contestação às políticas de Maria de Lurdes Rodrigues - e não correu bem, dividiu opiniões e os professores ficaram muito mal vistos.

Não digo que eles não tenham razão sobre o que protestar - até porque têm e muito - mas queriam convocar uma greve? Então porque não convocar uma greve para a última semana de aulas (um dia por região: Norte, Centro, Sul e ilhas), sem prejudicar os alunos que vão fazer exame?
Com greves e manifestações regionais ao longo da última semana de aulas certamente que, durante essa semana, muito se falaria do estado da Educação, nomeadamente dos perigos para o sucesso educativo de se fazerem cortes cegos ao nível da redução do número de professores ou do aumento da sua carga lectiva. Durante uma semana poderiam aliar contestação a informação, sem que para isso tivessem que prejudicar os alunos e colocar pais e famílias contra a classe docente. No entanto não: vamos ser radicais porque é porreiro.

Agora dizerem que "fazem esta greve para não prejudicarem mais o ensino em Portugal" e marcam-na para a época de exames? Desculpem lá, mas vão enganar outra porque eu não acredito.

Falo por mim que vou ter exame nacional de Matemática e estou numa incerteza.

Até jazz,


12 comentários

  1. Eu compreendo a ideia deles, que sendo nessa altura deixa marca e talvez os oiçam.. Mas a verdade é que os alunos não têm culpa.

    ResponderEliminar
  2. Ninguém sai ileso de uma greve. Mas também é um facto que, de certa forma, o governo só vai beneficiar com isto porque se realmente não houver exame de português, por exemplo, acabará por ser adiado, resultando em mais nervosismo, maior incerteza, ou seja... maior taxa de negativas. O que é ótimo para o governo, porque alunos universitários só causam prejuízo ao estado.

    Também estou com muito medo disto, mais uma vez, é a prova como os alunos não têm voz suficiente para calar o governo. Fazem o que querem de nós, somos autênticos brinquedos nas mãos deles...

    ResponderEliminar
  3. Ainda agora estive a falar disso com uma rapariga que vai fazer exames de 9º ano e com a mãe dela.
    Percebe-se que queiram fazer algo que mostre a posição que pretendem defender e tudo o mais mas, sinceramente, estão a prejudicar alunos que não têm culpa nenhuma. Por exemplo, se os exames de 12º não forem feitos nas datas certas vão ter de ser feitos mais tarde o que só piora tanto para os professores que têm ainda mais trabalho nas férias como para os alunos que não vão poder candidatar-se na altura certa à universidade.
    Isto anda mesmo lindo, anda --' Enfim.

    ResponderEliminar
  4. Pelo que percebo estás no 12º ano. Imagina o que será dos teus colegas que estão vão para 10º ano, passaram para o 11º ou para o 12º?
    Achas que a situação atual dos professores pode resultar num bom ambiente educativo? Professores desmotivados, com carreiras congeladas, salários cada vez mais baixos... Esta greve é apenas um dia, um momento para que se possa chamar a atenção do governo e do ministério da educação, porque se fosse num dia normal não teria qualquer efeito.
    Sim nós sabemos que vocês têm de se candidatar às universidades, e que vão ficar ansiosos por fazer o exame, no entanto há milhares de alunos que para o ano podem perder os seus professores, por estes mudarem de escola, ou simplesmente serem despedidos? Ficar com o futuro adiado 1 semana (se chegar a uma semana para conseguirem fazer o exame) não é nada de grave. Enquanto vocês estão a começar a vossa vida, há milhares de professores que já têm uma com família, estabilidade e poderão ser obrigados a mudar TUDO repentinamente.

    (desculpa se fui agressiva, mas estou na área da educação e chateia-me que muitos alunos não compreendam a situação dos professores, que já não é uma profissão de "elite" como muita gente pensa)


    xoxo <3

    Free Girl

    ResponderEliminar
  5. Eu compreendo a situação dos professores pois o governo so corta,corta e mais corta na saude e educação.Compreendo que eles devem lutar pelo os direitos deles,como qualquer outra profissão.Só não acho certo a altura que escolheram para fazer essa greve,pois as vezes há greve geral e nenhnum professor faz greve e quando é nos exames fazem(Falo na situação da minha escola)..sinceramente não percebo mas isso assusta-me como a qualquer outro aluno que iria fazer exames nesses dias.
    http://thelittlefashionistafx.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Eu compreendo os professores mas também percebo perfeitamente os estudantes que não se sentem bem com esta situação. Esta já é uma altura complicada para quem tem exames com isto tudo só serve para ficarem mais nervosos!
    Eu se tivesse que fazer exames também estava um bocado assustada com esta situação, mas vais ver que vai correr tudo bem.

    ResponderEliminar
  7. Eu compreendo o lado deles e o nosso. Se não o fizerem na época de exames não causa impacto nenhum e sofremos nós que vamos fazer exame este mês mas talvez os dos próximos anos tenham melhores condições de ensino. Isso compreendo, até porque nos últimos anos já muitas greves - algumas delas greves gerais - e não deram em nada, por isso entendo que marquem para esta altura.
    Também estou preocupada e estou assustada como tu por isso também percebo perfeitamente o lado dos estudantes (do qual faço parte)...

    ResponderEliminar
  8. Não tinha lido o comentário da Free Girl mas quero acrescentar que concordo com ela e que até acho que foi o que disse, por outras palavras. Mesmo sendo aluna de 12º ano que vai fazer exames...

    ResponderEliminar
  9. Faço minhas as palavras das Free Girl. A minha mãe é prof e nem imaginam como é stressante vê-la numa instambilidade constante por ser horário zero. Ao fim de 20 anos de carreira, estar em risco de ir para a rua é muito triste ou trabalhar a montes de km de casa é muito triste! Estava na hora de uma atitude agressiva e este foi o melhor ponto para agir. Para quem acha que os prof não fazem nada, então agora vejam o que é não fazer nada mesmo.

    (não me leves a mal)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  10. os professores fazem greve no dia dos exames para ter mais impacto que é precisamente o significado das greves. Eu estou com eles.

    ResponderEliminar
  11. Faço minhas as palavras da Free Girl, o que é para vocês uma semana, quando para os professores é muito mais do que isso...última semana de aulas?? Que impacto isso teria... bem, vinham os miúdos mais cedo para casa...os professores têm de mostrar que falam a sério e que não são bobos da corte!!

    ResponderEliminar

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Copyright © 2011-2017