PHOTO MOMENT | Town

31 janeiro 2012

Sábado acordou solarengo e mostrava-se um dia excelente para sair de casa e viver um bocado, fotografar, encher os pulmões de ar fresco e apanhar um bocadinho de sol - mas acabou por se revelar um autêntico desafio quando eu - muito dona de mim e com a capacidade térmica de um cubo de gelo - pus os meus pés fora do quentinho do meu covil e me deparei com um gélido vento Nórdico a me gelar os ossos e a fazer com que todas as minhas dores viessem ao de cima. Não desisti. Aguentei-me forte porque ao menos ainda tinha o sol, mas esse também se veio mostrar incerto pois tanto brilhava como depois virava a sua cara de mim e ia brilhar para outras freguesias.
Desta vez fui com a I. (não a V. que é fofinha, mas com a C. que é a sis - mas que também é fofinha), porque ambas somos apaixonadas por fotografia.


Fomos com calma e sem pressas absolutamente nenhumas porque queríamos aproveitar ao máximo.
Quem me conhece sabe que eu gosto de fotografar de perto, de pormenores e detalhes - e se para os conseguir tiver de rebolar num chão sujo que assim seja - mas desta vez não foi preciso!









Também gosto de arquitectura, e, como tal gosto de fotografar os edifícios e alguns pormenores intrigantes nos mesmos - e apropriemos que a magnifica cidade onde vivo tem autênticas jóias nesse aspecto!











E depois gosto de movimento, e o facto de ver coisas a esvoaçar ao vento dá-me aquele sorrisinho de quem está a tramar alguma e a máquina torna-se num objecto essencial...




Depois desta manhã cheguei a casa cansada, fria, com dores em músculos que não sabia que tinha - que isto de percorrer a cidade de uma ponta a outra ainda cansa um pouquinho - e com uns 270 fotografias.
Aqui neste pequeno post não a pus todas, mas se tiverem curiosidade podem ver o resto delas AQUI.

Até jazz,

Enviar um comentário

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Copyright © 2011-2017