24.4.16

Para A Minha Mãe...

...o melhor do Mundo!

A minha mãe foi o meu primeiro style icon. Sempre gostei da maneira como ela se vestia e sempre me identifiquei um pouco com isso ao ponto de se olhar para a maneira que me visto agora, as peças que gosto e aquilo que procuro denoto muito a influência da minha mãe.

22.4.16

Do Sair da Zona de Conforto

Não gosto de usar palavras de ânimo leve mas, se tiver que descrever o meu fim-de-semana numa palavra a escolhida é épico.

9.4.16

MOVIES | Spring 2016 Watchlist

Já estamos nós em Abril e eu ainda não tinha partilhado com vocês a minha watchlist cinematográfica para esta nova temporada que se avizinha. Nada temam, nada temam que cá está ela!

Da lista de Inverno ainda me faltam ver quatro filmes porque ainda não arranjei tempo mas, nada me impede de partilhar com vocês aqueles que quero (muito) ver nos meses quentes.

28.3.16

AD INFINITUM | 5*

Ai estás tu, sentada embrulhada na tua capa negra num banco de jardim onde tudo começou para ti.
Lembro-me no que sentiste naquele primeiro dia longe de casa: não aquele em que chegaste e estava a chover - e o tempo em nada combinava com o teu optimismo - e tiveste de estar cinco horas num Centro de Saúde à espera de um papel que te daria acesso ao teu futuro mas aquele em que estavas, pela primeira vez, sozinha. Deixada à tua sorte.

24.3.16

OFF TOPIC | Como o Blog Ajudou o Meu Negócio

O infinito começou como um blog de lifestyle (por assim dizer) há quase cinco anos. Até ao início de dois mil e quinze eu escrevia publicações sobre livros, a minha vida no geral, tecnologia, filmes e tudo aquilo que me dava gozo. No entanto, e durante todo este tempo de blogosfera, comecei a desenvolver um interesse genuíno em design e codificação e, juntamente com isso, o meu interesse em relação a fotografia cresceu exponencialmente: junta-se tudo isto numa panela e temos os elementos visuais essenciais associados ao blogging.

À medida que ia desenvolvendo o meu blog e as minhas capacidades as pessoas começaram a vir ter comigo para lhes fazer pequenos trabalhos aqui e ali. Isso fez com que eu quisesse montar o meu próprio negócio online. Um ano depois posso dizer que consigo manter-me na faculdade graças ao trabalho que fiz ao longo desse ano e que continuo a fazer ainda agora. Felizmente tenho sempre clientes e trabalho não me falta o que permite com que eu consiga pagar o curso que sempre quis no sítio onde sempre desejei.
No entanto não é da quantidade de trabalho que tenho que vos quero falar. Hoje quero partilhar com vocês algumas coisas que me ajudaram na transição de um hobby (com o blog) para um pequeno negócio (em part-time) que me dá um certo rendimento.
Tem sido uma viagem do caraças, gostei de todas as lutas - porque sempre me ensinaram alguma coisa - e espero que isto possa ajudar algum de vocês que esteja a pensar dar o salto que faltava.

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Copyright © 2011-2016